Curso | Outras percepções – arte, ciência e as mudanças no pensamento e na sociedade do Séc. XIX

Em 10 de junho de 2016 por Dani Cronemberger

1

#curso
OUTRAS PERCEPÇÕES
Arte, ciência e as mudanças no pensamento
e na sociedade do Século XIX

com Daniela Name e Fernanda Bastos
Elefante Centro Cultural

//INFO
Datas e horário: 8 a 10 de junho de 2016, das 18h30 às 21h30
Carga-horária: 9h
Vagas: 15 alunos
Investimento: R$ 200
Inscrições: elefantecentrocultural@gmail.com

//SOBRE O CURSO
O século XIX significou uma mudança radical nos modos de perceber o mundo, as imagens e as linguagens, com mudanças nos regimes de atenção muito semelhantes às que enfrentamos hoje. Se hoje o trabalho por demanda e as redes sociais nos solicitam uma conexão 24 horas por dia, 7 dias por semana, no século XIX o crescimento das cidades, a industrialização e o advento da eletricidade alteraram o ritmo daqueles que antes experimentavam a vida no campo. O curso faz um mergulho nesse século XIX – tão próximo, tão distante -, partindo da obra de quatro grandes pintores: Caspar David Friedrich, William Turner, Édouard Manet e Georges Seurat. Suas obras conduzem uma análise genealógica da sociedade, da ciência e de características socio-culturais do período. Arte, moda, os primeiros passos da psicanálise e os dispositivos do primeiro
cinema e da primeira fotografia atravessam e são atravessados pelo crescimento das cidades, pela industrialização e as formas de controle e de otimização de rendimento do corpo. As aulas partem da obra de Jonathan Crary – Técnicas do observador e Suspensões da percepção -, mas não é necessário ter lido os livros para participar do curso.

AULA 1 – EXPLOSÃO
1. Que século XIX é esse, que exige tanta atenção e colabora para dispersá-la?
2. Antes do bonde: câmara escura, Vermeer
3. Caspar David Friedrich e a paisagem que não cabe mais na tela
4. Rumo ao sol: Fechner e outros estudos da pós-imagem
5. Vórtex Turner: uma obra engole-mundos

AULA 2 – DISPERSÃO
1. Na estufa com Manet: o olhar desatento
2. A mulher do XIX: moda, histeria e classe trabalhadora
3. O balcão: Haussmann, cidade-projeto, Paris fora do esquadro
4. Nas Tulherias, o flâneur e os retratos de uma geração
5. Klinger: a saga de uma luva e o corpo cinético
6. Muybridge, o Kaiserpanorama e o primeiro cinema

AULA 3 – RECONSTRUÇÃO
1. Seurat e a construção de novos modos cognitivos
2. Cidadãos e ilhas: Grande Jatte
3. Os enigmas de Parada de circo
4. A cor-coágulo, o observador móvel e as experiências com o tempo
5. Zero, infinito, capital e nova organização das práticas artísticas
6. Revolução na cena – A ópera de Wagner entre parênteses

//BIO
DANIELA NAME é curadora e crítica de arte. Mestre em História e Crítica da Arte pela EBA-UFRJ, doutoranda em Comunicação e Cultura pela ECO-UFRJ, publicou os livros Almir Mavignier (2013), e Norte-Marcelo Moscheta (2013) Amelia Toledo – Forma Fluida (2014), entre outros. Faz parte do JUCA – Grupo de Estudos de Arte, no Rio de Janeiro.

FERNANDA BASTOS é pesquisadora de arte e editora de vídeo. Mestranda em Comunicação e Cultura pela ECO-UFRJ, editou vários trabalhos em videoarte, para artistas como Rosângela Rennó, Brigida Baltar e Kátia Maciel, entre outros. Também faz parte do JUCA.

//INFO INSCRIÇÕES
Datas e horário: 8 a 10 de junho de 2016, das 18h30 às 21h30
Carga-horária: 9h
Vagas: 15 alunos
Investimento: R$ 200
Inscrições: elefantecentrocultural@gmail.com

//ONDE
Elefante Centro Cultural
SCLRN 706, Bloco C, Loja 46
Asa Norte, Brasília, DF
Fone: (61)3561-3146

//COMO CHEGAR
Venha pela W3 Norte, entre na comercial da 706, na altura da Loja Melodia. Estacione em frente às Óticas Brasilienses. O Elefante fica no beco bem atrás das óticas, número 46.

Comentários fechado.