Deixa eu te mostrar uma coisa linda

Em 23 de novembro de 2017 por Dani Cronemberger

 

Mudar os rumos da vida exige coragem, e o que não falta a essa pessoa é isso. Coragem e força misturadas em um caldeirão de delicadezas. Se tivesse que generalizar e reduzir minhas irmãs a poucos clichês, diria que a Débora sempre foi a sonhadora da família – doce, gentil, sensível. Mas ninguém é uma coisa só, nem redução de nada, e junto com a mulher romântica vive um bicho indomável, com sede de novas aventuras. Ela, jornalista de formação, prova isso agora dando um lindo cavalo de pau na carreira e investindo numa paixão: joias artesanais. E é impossível pra mim não babar minha irmã pra vocês, com licença.

Sendo ela quem é, as joias não são uma joia qualquer. Todas têm um contexto, um significado afetivo que faz tanto sentido pra ela quanto pra quem usa. Tudo começou com um anel de nuvem, primeira peça feita por ela no curso de ourivesaria do Nosso Estúdio Design – espaço muito legal, vale à pena ficar de olho.

Interessante que seja uma nuvem o seu abre-alas. Se eu fechar os olhos e pensar na Débora criança, vejo uma menina encostada numa janela de superquadra olhando o céu. Imagem que não sei se é verdadeira ou criação inconsciente do que penso ser minha irmã. O fato é: o anel é lindo, e já tem nuvens voando por várias partes do Brasil.

Outras peças que acho a cara dela são os pingentes de banquinho, de porta aberta e de barbatana de tubarão – este já virou até aliança de casamento. Cada um deles tem uma história pra contar, que você fica sabendo na página da Debcronem Joias no facebook e no instagram. Ah! Se você quiser, ela faz uma peça só sua, com um pedaço da sua história também.

Voa alto, irmã.

Bora?

Debcronem Joias
Peças só de metal ou de metal com pedra – preferencialmente gemas da região de Brasília
Encomendas e informação sobre preços pelo e-mail: debcronemjoias@gmail.com
Página no facebook: aqui
Instagram: @debcronemjoias