7º Desfile das Virgens da Asa Norte

Em 27 de dezembro de 2016 por

O Carnaval é a festa popular da quebra dos paradigmas! Nele, o Rei vira plebeu, o escravo vira patrício, o pobre vira rico, o rico vira feliz. São 3 dias de festa, mas que na verdade tem um papel social muito importante, pois é onde todos os conceitos (sobretudo pré-conceitos) são desconstruídos. Afinal, é a festa dos excluídos, onde todos podem ser como deveríamos ser o resto do ano: livres, alegres, se respeitando, vivendo em harmonia e exercendo a cidadania.

Brasília é a única cidade do nosso país onde todos os ritmos populares expressam uma autêntica mescla da arte musical de cada canto do Brasil. E isto acontece porque os artistas regionais genuínos que deixaram suas terras natal, se fixaram aqui e trouxeram consigo a essência desses ritmos populares regionais. Sendo assim, Brasília tem o verdadeiro carnaval plural do Brasil.

Neste caldeirão cultural, as Virgens da Asa Norte abrem o Carnaval da Capital do País do Carnaval.

Inspirados no carnaval pernambucano, quando em dias de folia acontece a inversão dos opostos rotineiros da sociedade, os moradores de Brasília quebram essa polarização atravessando os gêneros e se reúnem para desfilar exagero, deboche, irreverência e bom humor pelas ruas e quadras da capital federal.

Fundado em 2011, o Bloco Virgens da Asa Norte, surgiu da loucura e da fissura por um grito de carnaval. Um grupo de amigos tinha se organizado para passar o carnaval na Bahia. E nas conversas de bar, apesar da passagem já comprada, sentiram a angústia em sair de Brasília e deixar a cidade sem folia. Foi então que surgiu a ideia de fazer um grito de carnaval. E quem é que faz o grito de carnaval por aí afora? Em Olinda, os homens se vestem de mulher há 73 anos para brincar o carnaval nas Virgens do Bairro Novo. Pronto! Nasceu a inspiração para o nosso bloco.
No primeiro ano, trezentos amigos e amigos de amigos, entre crianças, idosos, casais, solteiros, enfim, todas as famílias de Brasília, foram atrás das Virgens da Asa Norte. De lá para cá, a família cresceu “um pouco” e em 2016, cerca de 6 mil pessoas brincaram ao som da Orquestra Marafreboi na abertura do carnaval de Brasília. Junto com o maestro Fabiano, o Patubatê – oficina e bloco eletrônico e o DJ Igor Fearn, completam o time sonoro.

Virgem que é virgem, só sai uma vez por ano. E justamente por isso, As Virgens da Asa Norte sabem do papel social que o carnaval tem, pois ele contribui para quebrar os paradigmas, desconstruir os (pré)conceitos e cristalizar as ideias de cidadania, responsabilidade social e cuidado com o ambiente.

Apresentação dos Afoxé Omo Ayó
Apresentação da Oficina e Bloco Eletrônico Patubatê
Orquestra Popular Marafreboi
Concurso Virgens da Asa Norte 2017
Lançamento da Coleção Verão Fernanda Ferrugem
Grupo HANDS UP
Dj Igor Fearn

Comentários fechado.